Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo



O dia 20 de fevereiro é considerado Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso de drogas lícitas ‒ como álcool e cigarro ‒ e ilícitas ‒ como maconha, crack e cocaína ‒ é uma doença, um problema de saúde pública que preocupa o mundo inteiro. Isso porque afeta valores sociais, culturais, políticos e econômicos.

Na rede primária de saúde, aproximadamente 20% dos pacientes consomem álcool em um nível considerado de alto risco. A negação é frequente por parte dos alcoólatras e são raros aqueles que reconhecem o uso abusivo de bebidas, um passo essencial para se livrarem da dependência.


Já no caso das drogas, a Organização das Nações Unidas indica que 35 milhões de pessoas no mundo sofrem de transtornos decorrentes do uso de substâncias ilícitas. A prevenção e o tratamento continuam insuficientes em grande parte dos países.


Prevenção ao uso de drogas e álcool


Convencer uma pessoa a não fazer uso de algo que lhe dá prazer é muito difícil, assim como oferecer o tratamento adequado, já que a dependência física, psicológica e a abstinência torna os usuários mais resistentes.


As ações de prevenção devem ser direcionadas ao desenvolvimento humano, com incentivo à educação, acesso aos bens culturais (prática de esportes, cultura, lazer) e a socialização do conhecimento sobre drogas com embasamento científico.


Tratamento


Quando o dependente químico aceita a existência do seu problema é preciso procurar a ajuda de um profissional especializado nessa área. A participação de familiares e amigos no processo é fundamental.


O dependente pode contar com a ajuda de grupos de apoio, como o AA (Alcoólicos Anônimos) e o N.A (Narcóticos Anônimos), e procurar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas III (CAPS AD 24 horas).


Algumas posturas podem ajudar o usuário a se manter abstinente. São elas:


· Planejar como se afastar de pessoas que consomem drogas;

· Como dizer ‘não’ quando elas são oferecidas;

· Procurar ajuda ou a companhia de amigos, da família ou grupos de apoio quando está com muita vontade de usar;

· Buscar novos interesses em lazer;

· Praticar atividades físicas;

· Fazer novas amizades;

· Mudar de cidade, escola ou local de trabalho.


Nada garante que a recaída jamais ocorra, mas manter o autocontrole e desenvolver habilidades para enfrentar a dependência é muito importante para afastar esta possibilidade.